7 Desafios

 

Os 7 Desafios e % da População Mundial Bloqueios Primários as Metas

7 Papéis - 7 Metas - 7 Modos
7 Atitudes
7 Desafios - 7 Centros - 7 Corpos7_Papeis.html7_Metas.html7_Modos.html7_Atitudes.html7_Centros.html7_Corpos.htmlshapeimage_1_link_0shapeimage_1_link_1shapeimage_1_link_2shapeimage_1_link_3shapeimage_1_link_4shapeimage_1_link_5shapeimage_1_link_6

Os 7 Desafios são:

  1. 1.- Arrogância.

  2. 2. - Ganância.

  3. 3. - Impaciência.

  4. 4. - Teimosia.

  5. 5. - Martírio.

  6. 6. - Auto Destruição.

  7. 7. - Auto Depreciação.


Definição: Os Desafios ou aspectos negativos,  são blocos que colocamos na nossa vida, que impedem ou atrapalham o nosso desenvolvimento espiritual. Os aspectos negativos são as únicas camadas que  escolhemos só depois que nos encarnamos no planeta. Todas as outras camadas são escolhidas antes de nascer.

Já na tenra idade de dois ou três anos já começamos a experimentar com todos os 7 Desafios, e só lá pela idade de 35 anos que decidimos a ter um com principal, e um segundo ou terceiro como apoio. No dia a dia usamos todos os desafios mas sempre temos um que consideramos o “principal”. Exemplo: uma pessoa teimosa pode escorregar para a impaciência, ou ganância ou qualquer um dos outros desafios.

Quando menino, eu (o autor destas páginas) usava muito o síndrome de vitima, eventualmente escolhi a impaciência, e uso a ganância como uma outra possibilidade.


Todos os Desafios são baseados no    MEDO


- Arrogância:               Medo da vulnerabilidade.

- Ganância:                  Medo da carência, da falta.

- Impaciência:              Medo de não ter tempo suficiente.

- Teimosia:                   Medo de mudanças.

- Martírio:                    Medo de perder o controle.

- Auto Destruição:       Medo de se valorizar.

  1. -Auto Depreciação:     Medo de ser inadequado.



Escuridão não acaba a escuridão.

A Luz acaba com a escuridão.

O Medo não acaba o medo

Amor acaba com o medo.



Os Pólos Positivos dos nossos 7 Desafios (Orgulho, Ambição, Ousadia, Determinação, Abnegação, Sacrifício, Humildade) não são realmente “coisas boas - são apenas coisas menos ruins”.

Os Pólos Negativos (Vaidade, Voracidade, Intolerância, Obstinação, Vítima, Suicídio e Baixa-Estima) são as características que nos atolam ou bloqueiam o nosso desenvolvimento espiritual.


O Medo é o oposto do Amor. É simplesmente falta de confiança ou fé em si mesmo e como conseqüência na Fonte do poder Universal “DEUS”. Muitas pessoas dizem ter fé em Deus mas continuam a ter preocupações com os desafios da vida. Medo é uma forma de fé no “anjo do mal”, isto é, fé invertida.  Pedimos ajuda à Deus mas não saimos do caminho. Ficamos olhando por cima do ombro pra ver se ELE está fazendo tudo direitinho.

Nada existe para impedir o Ser Humano dos seus mais altos ideais, a não ser o MEDO e a DÚVIDA.  O Medo é o maior inimigo do homem e da mulher.. o medo de faltar algo como dinheiro, alimentos, casa para morar, medo de falhar, de doenças, de perder, de correr atras dos seus sonhos ou até aquela sensação de insegurança. O Mestre disse “Homem de pouca fé, por que duvidaste?” (Mateus 14:31)

Como todo mundo pode usar todos os Centros (intelectual, energético , emocional e instintivos) temos todos uma oportunidade de usar os Desafios. Estes 7 aspectos negativos, são um modo que a nossa personalidade falsa (ego) usa para se proteger contra os estresses e as tensões da vida.

Os desafios são os nossos instrumentos principais para entramos nos pólos negativos de todas as camadas. No entanto, as pessoas mais evoluídas aprendem a escorregar para os pólos positivos das “overleaves” para tirar proveito e aprender as lições que os Desafios (a vida) nos oferece. Portanto, através dos desafios podemos fortalecer o nosso caráter, usando o polo positivo de cada um deles.


Juntos, os Obstáculos, as Atitudes, e o Modos formam um trio (triângulo) que usamos para chegar até a nossa Meta. O Obstáculo é a perna do Centro Emocional, as outras duas pernas são as Atitudes (Centro Intelectual) e os modos (Centro Energético).





Agora, a pergunta principal é “Porque escolhemos de livre e espontânea vontade”, estes desafios que só parecem atrapalhar o nosso desenvolvimento Espiritual. Porque armar um esquema tão cuidadosamente, uma meta para atingir, usando os modos e as atitudes para nos auxiliar neste crescimento e depois criar os obstáculos que vão bloquear esta tão almejada Meta

Aqui estão algumas das razões:

  1. Se não fosse pelos obstáculos, a vida seria uma brisa, e nem precisaríamos trabalhar, interagir com outras pessoas, para aprendermos. Só que assim também não aprenderíamos nada bem aprendido e a vida seria monótona.

  2. Estar ciente das nossas camadas e obstáculos é o jeito seguro de nos tornarmos “Mestres da dimensão Física” - lembram-se que para evoluir para a próxima dimensão temos que nos tornar mestres desta aqui, no Planeta Terra.

  3. Os obstáculos, diferente das outras camadas, podem ser apagadas. Eles formam grande parte da nossa personalidade falsa (ego). Estar ciente de pelo menos os três obstáculos mais importante que escolhemos, é o primeiro passo para eliminá-los.

  4. Quando estamos ciente destes obstáculos, evitamos tropeçarmos. Exemplo: “Não é que eu sou uma pilha de lixo - é que o meu desafio é auto-depreciação e eu penso que sou um burro mesmo” ou “não é que eu sou mentalmente lerdo - é que o meu desafio principal é impaciência e eu não dou tempo suficiente para mim ou para os outros reagirem”. etc.

  5. Quando você é menos duro com você mesmo, por cair nas armadilhas da vida, você aprende a se aceitar e consequentemente aceitar os outros. “merda... como sou teimoso mesmo” - Opa.. aqui vem o síndrome de vitima de novo” - Tolerando a nós mesmos, nós ajudamos a tolerar ou no mínimo entender quando outras pessoas reagem através do ego (polo negativo da nossa mente consciente).

Almas crianças e maduras tendem a usar o martírio e a impaciência, porque estes desafios propiciam as lições para estes dois níveis. Os dois desafios ajudam estas almas de interagir com os outros, da perspectiva da “vitima e intolerância”, os respectivos polo negativos. 

Almas bebes e jovens freqüentemente preferem ganância porque todos os dois estão à procura de experiências ou bens materiais, Para os bebes, a necessidade de acumular lições em sobrevivência e para os jovens é uma questão de ganhar, de vencer, de ser o primeiro em tudo.

Almas velhas mostram uma ligeira preferência pela auto-depreciação e arrogância. Estas duas características proporcionam o aprendizado sobre o que é de valor real.  Elas caem na conta, que no grande esquema da vida, ainda sabem muito pouco. A minha avó já falavam que “a gente passa a vida toda aprendendo e morremos burro”.


 
 
Os 7 Desafios: bloqueios contra as Metas 
Arrogância -  Ganância -  Impaciência
  Teimosia
  Martírio - Auto Destruição - Auto DepreciaçãoArrogancia.htmlGanancia.htmlImpaciencia.htmlTeimosia.htmlMartirio.htmlAuto-Destruicao.htmlAuto-Depreciacao.htmlhttp://livepage.apple.com/shapeimage_3_link_0shapeimage_3_link_1shapeimage_3_link_2shapeimage_3_link_3shapeimage_3_link_4shapeimage_3_link_5shapeimage_3_link_6