Martírio

 

Martírio: O Martírio é aquela sensação de perder o controle da nossa vida, do destino. A gente se sente vítima de tudo e de todos.  A perda do controle deixa-nos frustrados* e cheio de raiva**, ao ponto de entregar o nosso “poder” para os outros em uma bandeja de prata. Aí realmente, os outros faz da gente “gato e sapato”. As pessoas com este tipo de desafio esquecem que somos “Espíritos Livres e Almas Soberanas - somos Espíritos poderosos aprendendo lições nesta dimensão”.

Atualmente 15% do planeta usam o martírio como obstáculo para o desenvolvimento espiritual. Martírio é o medo de que não somos livres mas prisioneiros das circunstâncias ou presa de outras pessoas. É difícil ficar próximo dos vítimas porque no nível da nossa alma, todos sabemos que ficar fora do controle é uma mentira, uma ilusão do Plano Físico.

Existe “mártires” barulhentos e silenciosos”. Os barulhentos põe a boca no mundo, reclamando incessantemente de tudo e de todos. Os silenciosos acham que o seus sofrimentos são muito profundos para descrever, além do mais, eles são de tão baixa-estima, que  ninguém   agüenta ficar perto deles ou ouvir o que eles querem falar... se é que eles querem falar. Os mártires são vítimas e ninguém gosta de vítimas.

Controle é uma aberração não só dos mártires como também dos impacientes. Os dois desafios apresentam  a dificuldade de reconhecimento do problema, portanto eles são quase imutáveis, isto porque, para dissolver um problema temos que reconhecer que ele existe.  Os mártires acreditam que estão fora de controle, aí buscam controlar outras usando até chantagem emocional, fazendo com que elas se sentem culpadas pela história triste da suposta miséria. Os impacientes procuram estar em controle até das coisas mais triviais, ou dos elementos  mais efêmeros como o “tempo”.


Focos: Medo de estar fora de controle.

             Se não fosse pelo fulano de tal, eu seria feliz!

             Porque será que eu sempre entro pelos canos ?.

             Que coisa, tudo na minha vida dá errado!

            

Polo Positivo: Devoção, Abnegado, Altruista. No polo positivo, as pessoas mártires, parecem “boazinhas” - sendo altruístas mas com segundas intenções. Ajudam todos que podem para receber um “reconhecimento” instantâneos daqueles ao seu redor, esquecendo se completamente da mensagem de Jesus: “Guardai-vos de fazer vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles. Do contrário, não tereis recompensa junto de vosso Pai que está no céu”(São Mateus 6.1).


Polo Negativo: Vítima, coitado de mim, humilhado, sentindo-se culpado, Fazendo outros se sentirem culpado pela sua própria miséria, imolação.

Isto ocorre quando o martírio cai no sentido de “coitado de mim”, “Eu ajudo que ajudo e ninguém me ajuda”. Obviamente a pessoa se colocou nesta situação e consequentemente pode se retirar da mesma. Como ? Bem, veja o gráfico abaixo, do polo negativo do martírio a pessoas “escorrega” para o polo positivo da Impaciência, que é audácia e dali escorrega de volta para o polo positivo do martírio, que é devoção.


Gráfico:








Pessoas que ficam presa neste obstáculo por muito tempo, acabam ficando com aquela postura de mártir, ou seja  corcunda, devido o peso que carrega nas costas. É como aquelas malas pesadas que  levamos para a viagem dos nossos sonhos, e acabamos perdendo todas as oportunidades de nos divertirmos, de vivermos a vida em sua total plenitude.

 

Eixo da Ação: O Martírio, por estar no eixo da ação, podemos agir para corrigir este obstáculo arrasante.  O primeiro passo é reconhecer que o problemas existe e o segundo passo é “agir”.


Posição Ordinal: O martírio é considerado ordinal ( em vez de cardeal) porque atinge somente a pessoa ou um ou dois outros ao seu redor. Não tem o potencial de atingir multidões, exceção são os casos de alguns santos mártires que inspiram milhões como a história de Joana D’Ark.


Famosos: Joana D’Ark; Ludwig Beethoven; Karl Marx, John F. Kennedy; Martin Luther King; Nelson Mandela; Yoko Ono; Madre Teresa de Calcutá; (Certas pinturas de Nossa Senhora com o braço caído ou Jesus com espinhos ao redor do seu coração); Joan Baez; Jesus, O Cristo; James Dean; 

Observação: San Francisco de Assis é a melhor história de uma pessoa que tinha “Martírio” como obstáculo ao crescimento espiritual, e venceu o desafio com muita humildade e devoção.  Outros exemplos clássicos estão na página das Almas Infinitas como Jesus Cristos, e das Almas Transcendentais como Santa Teresa Dávila, Papa João VIII, etc.


*Definição de Frustrado: Querer que algo seja feita do jeito que a gente quer e não conseguir.

**Definição de Raiva; Querer algo a qualquer custo e não conseguir.

 
Os 7 Desafios: bloqueios contra as Metas 
Arrogância -  Ganância -  Impaciência
  Teimosia
  Martírio - Auto Destruição - Auto DepreciaçãoArrogancia.htmlGanancia.htmlImpaciencia.htmlTeimosia.htmlAuto-Destruicao.htmlAuto-Depreciacao.htmlhttp://livepage.apple.com/shapeimage_1_link_0shapeimage_1_link_1shapeimage_1_link_2shapeimage_1_link_3shapeimage_1_link_4shapeimage_1_link_5shapeimage_1_link_6
+ Abnegação                                                                                      + Audácia
Martírio                                                                Impaciência
- Vítima                                                                                                - Intolerância

Eixo da Ação